PIADA DO DIA

VOVó MECâNICA


Pedrinho chega em casa correndo e pergunta à sua mãe:
— Mamãe, mamãe! A vovó é mecânica?
— Claro que não...
— Então por que ela tá embaixo do ônibus?

MAIS
 

VENCEDOR DE APOSTAS


Certo dia Manoel estava em seu escritório, quando de repente entrou um fiscal do imposto de renda. O fiscal começou a falar:
— Seu Manoel, estou aqui porque tem algo de errado com sua declaração de renda. O senhor não tem emprego nenhum, não investe em nada, não tem imóveis, e mesmo assim teve uma renda enorme no ano passado. De onde é que veio sua renda? Nós da receita estamos desconfiados de envolvimento com drogas, pois esse dinheiro todo não aparece do nada.
— Que drogas nada meu amigo — respondeu Manoel. — Eu ganho meu dinheiro fazendo apostas.
— Fazendo apostas? Como é que você pode ganhar todo esse dinheirão somente fazendo apostas? Quem aposta um dia perde outro dia ganha...
— Pois é, mas eu só faço apostas que sei que ganho.
— Ah, isso é impossível. Sempre tem uma aposta que se perde.
— Ah é? Pois então vou fazer uma aposta com você. Aposto 10 dólares que consigo morder meu olho esquerdo!
— Morder seu próprio olho? Isso é impossível! Nisso eu aposto, pois sei que você não pode morder seu próprio olho.
— Então tá apostado?
— Apostado.
E o Manoel tira seu olho esquerdo, que era de vidro, e da uma mordida. E o fiscal, estupefato, responde:
— Ta, tudo bem, você mordeu seu olho esquerdo e ganho a aposta, mas mesmo assim, se fizer as contas, isso seria muito pouco para que você tivesse toda a renda que tem por ano. Nem que apostasse de 5 em cinco minutos.
Ao que o Manuel replica:
— Ora, então vamos fazer outra aposta. Aposto que consigo morder meu olho direito!
— Ah, isso sei que você não consegue. Afinal, você não é cego, e o olho esquerdo é de vidro. Portanto o olho direito não pode ser de vidro. Aposto 50 dólares que você não consegue!
— Apostado.
E o Manuel tira sua dentadura e da uma mordida no olho direito. O fiscal já estava puto, pois tinha perdido nessa brincadeira 60 dólares, e agora estava disposto a fazer qualquer coisa para provar que o português estava envolvido em algo ilegal, que não somente apostas.
Até que, sem esperar, ele ouve o Manuel falar:
— Você quer saber como é que ganho todo esse dinheiro? Não é com apostas pequenas como essa, não. É com apostas grandes. Por exemplo, aposto 10 mil dólares como você tem hemorroidas!
— Ah, não. Dessa vez eu tenho certeza absoluta. Não tenho mesmo hemorroidas. Isso não tem jeito. Dessa vez você perdeu 10 mil dólares. Apostado.
— Bem, então tenho que comprovar que você tem hemorroidas. Você tem que ficar de quatro nessa mesa, com as calcas arriadas, para eu fazer o teste.
O fiscal então, mesmo não gostando muito da ideia — mas pelos dez mil dólares-, arriou as calcas e ficou de quatro na mesa. Nesse meio tempo o português enfiou o dedo no ânus do fiscal, cutucou para um lado, cutucou pro outro, e disse:
— É, você tem razão: Você não tem hemorroidas!
— Tá vendo! Agora me explica: como é que você pode ter todo esse dinheiro se você acabou de perder uma aposta de 10 mil dólares? Agora você vai em cana!
— Calma. Explico. Perdi sua aposta de 10 mil, sim, não nego. Mas tá vendo aqueles cinco caras na janela do prédio do outro lado? Apostei cem mil dólares com cada um que se o fiscal do imposto de renda viesse aqui eu enfiava o dedo no cu dele!

MAIS
 
 

MUNDO INJUSTO


Ele era narcisista, estilista e tomava muito sol. Uma manhã parou nú em frente ao espelho para admirar
seu corpo e notou que estava todo bronzeado, com exceção de seu pênis. Então decidiu fazer algo a respeito. Foi à praia, se despiu completamente e se cobriu todo de areia, menos aquilo.
Duas velhinhas vinham caminhando pela praia. Uma delas usava uma bengala para ajudar a caminhar. Ao ver aquela coisa saindo da areia, a que tinha a bengala começou a dar voltas ao redor, observando. Quando se deu conta do que era, disse:
— Não há justiça no mundo!
A outra anciã, que também observava com curiosidade, perguntou a que se ela referia. A da bengala respondeu:
— Olha isso! Aos 15 anos, me dava curiosidade; aos 20 me dava prazer; aos 30 eu curtia como louca; aos 40, tinha que pedir; aos 50, tinha que pagar; aos 60 rezava por ele; aos 70 me esqueci que existia. Agora que tenho 80 e que eles crescem no solo, já estou muito velha para me agachar…

MAIS

Vídeos de Piadas




RIR FAZ BEM À SAÚDE

O riso (em tese, o principal objetivo da piada) é considerado como algo saudável, pois libera endorfina (hormônio produzido no cérebro que produz sensação de bem-estar e alivia a dor), além de diminuir a pressão arterial e aliviar a tensão.

Escolha uma das categorias e divirta-se, porque as melhores piadas estão aqui!

SIGA-NOS...

By Justino © 2015 | Template by W3layouts