Curiosidades

Dieta de Carne Pode Ter Contribuído Para o Desenvolvimento da Inteligência Humana

Os debates a respeito do desenvolvimento da inteligência humana são antigos e causam polêmica até os dias de hoje.

Alguns estudiosos da atualidade, juntamente com um pequeno número de pesquisadores do passado, afirmam que o desenvolvimento da inteligência humana está diretamente relacionado ao consumo de carne.

dietadacarne
Dieta da Carne

De acordo com tais pesquisadores, uma dieta farta de gorduras e proteínas de origem animal, possibilitou um aumento contínuo no volume cerebral dos seres humanos, e juntamente com este aumento contínuo, houve um progresso significativo da inteligência humana.

inteligencia
Inteligência

Uma pesquisa recente relacionou o tamanho do cérebro de inúmeros primatas com o tempo de mastigação que cada um gasta durante a alimentação. Da mesma forma que os nossos primeiros antepassados, os chamados Homo habilis, os gorilas gastam a maior porção do seu tempo mastigando vegetais crus para poderem gerar a energia necessária para sua sobrevivência. Este limite metabólico foi vencido pelos seres humanos através do cozimento dos alimentos a serem ingeridos, o que amplificou imensamente o aproveitamento calórico e simplificou todo o processo de mastigação e digestão dos alimentos.

Uma consideração importante é que os gorilas possuem um cérebro relativamente menor em relação ao do ser humano, e também possui menos neurônios, mesmo eles sendo consideravelmente maiores em relação aos humanos.

humanoxgorila
Humano x Gorila

O sistema digestivo do homem é classificado como onívoro, que basicamente referem-se aqueles que são capazes de se alimentarem de fonte vegetal e também animal. De um modo geral os onívoros possuem uma dieta substancialmente mais variada, e inclusive possuem uma grande capacidade de digerir carnes em geral.

Algumas pesquisas apontam que pessoas vegetarianas são seis vezes mais predispostas a sofrerem de atrofia cerebral. Tal teoria foi fundamentada por um estudo feito na Universidade de Oxford, na Inglaterra, que apontou que alimentar-se apenas de vegetais provoca a redução do volume cerebral.

Há aproximadamente dois milhões de anos, o homem começou a utilizar ferramentas feitas a partir de pedras, para poderem “bater” a carne, isso fez com que a espécie humana abandonasse o hábito de mastigar vegetais, e além de todas as mudanças citadas anteriormente, o maxilar do homem reduziu. Em contrapartida nossos corpos e cérebros ficaram relativamente maiores. As calorias sobressalentes forneciam energia aos seres humanos, possibilitando caminhadas mais longas e distantes, além de nutrir seus cérebros que estavam significativamente mais evoluídos.

Evolucao-Humana
Evolução Humana

Pouso Alegre, 15 de Abril de 2016.

Aline Garcez

Gostou do artigo, encontrou algum erro ou quer dar uma sugestão? Deixe seu comentário :)