Dicas

Homeschooling: O que é, como praticar, e quais são os prós e contras

O homeschooling basicamente consiste no ensino doméstico. Aquele no qual a criança é ensinada em casa, normalmente as aulas são ministradas pelos pais da criança ou por um profissional contratado pela família.

Educar e ensinar os filhos em casa pode parecer uma tarefa realmente desafiadora, pois afinal de contas o que é o homeschooling?

O homeschooling surge como uma opção para famílias que decidem assumir o papel de educar e ensinar seus filhos de modo adequado e produtivo.

Não é preciso muitos esforços para demonstrar que o nível de ensino das escolas do Brasil é notavelmente baixo.

E não exploram a capacidade real de raciocínio dos baixinhos e adolescentes.

Isso porque o ensino é projetado de modo generalizado, sem levar em conta as características e necessidades pessoais de cada criança.

O método de ensinar crianças e adolescentes dentro de casa é bem popular em outros países, e começou a ganhar força no Brasil nos últimos anos.

Pontos positivos do homeschooling

A maior dificuldade enfrentada pelas crianças na hora de aprender é justamente a falta de atenção individual.

Pois em uma sala de aula, o professor dirige seu conhecimento a vinte ou trinta alunos de uma vez.

Enquanto o professor particular ensina olhando nos olhos da criança, analisando sua reação ao receber uma informação nova e ajudando-a a processar aquela informação da melhor maneira possível.

É importante ressaltar que toda criança possui uma enorme capacidade de aprender. Pois a infância é o período em que o nosso cérebro mais armazena informações.

Sendo assim, se um aluno está com um baixo desempenho escolar, associado ou não com um mal comportamento, esta criança claramente está precisando de estímulos e atenção especial.

A falta de atenção, seja dos pais ou professor, reflete diretamente no desempenho acadêmico da criança e também no seu comportamento.

Alguns pequenos se isolam e desenvolvem uma timidez profunda, evitando ao máximo o contato com outras pessoas, outros incorporam o bagunceiro atraem a atenção dos adultos gritando e contrariando suas ordens.

Neste contexto, o ensino domiciliar ou homeschooling, vem para suprir a necessidade individual de cada criança durante o seu processo de aprendizagem.

Os pontos que envolvem a socialização

Quando se fala em homeschooling, a maior parte das pessoas logo soltam aquela famosa frase:

“É! Mas tem a socialização. ”

É extremamente cômico ouvir essa frase.

Um pai ou uma mãe, que decidem se dedicar ao processo de educação de seus filhos, claramente possuem uma capacidade intelectual maior do que a maior parte das pessoas, e é óbvio que ele já pensou como fará para que seu filho interaja com outras crianças e desenvolva seu lado social.

Isso porque a escola está longe de ser um modelo ideal de socialização.

E as pessoas que acreditam que as crianças só aprendem a interagir frequentando uma sala de aula convencional está redondamente enganada.

Existem inúmeras opções de atividades e brincadeiras que desenvolvem a capacidade de interação nas crianças.

Aulas de artes marciais, aulas de futebol, aulas de tênis, aulas de música, aulas de teatro.

Essas são só algumas das opções que os pais que praticam o homeschooling podem escolher para desenvolver as habilidades sociais do seu pequeno.

Aulas de atividades específicas, reúnem crianças com interesses em comum. Sendo assim, a probabilidade de elas desenvolverem uma amizade é relativamente maior.

Aulas interativas

Imagem relacionada Além das aulas de esportes e música, os pais podem desenvolver planos de aula que envolvam outras pessoas e crianças.

Vamos supor que estamos perto do dia do meio ambiente, que é comemorado no dia 5 de junho.

Você pode reunir alguns amiguinhos do seu filho e ensaiar uma peça de teatro com temas relacionados sobre o meio ambiente.

As crianças podem falar sobre o efeito da poluição no meio ambiente, o que podemos fazer para amenizar os efeitos da poluição, qual é a importância da reciclagem… E por aí vai.

O mais importante é que as crianças aprendam a trabalhar juntas.

Cada uma desempenhando seu papel, desenvolvendo a capacidade de elas interagirem umas com as outras.

A peça de teatro pode ser apresentada para a família, para os pais das crianças e também para os vizinhos.

O ideal é deixar rolar e fazer com que as crianças se divirtam enquanto aprendem.

Processos judiciais

A prática do homeschooling é regulamentada em quase 63 países.

Mas no Brasil, o ensino doméstico ainda não possui aprovação judicial.

Sendo que as leis do país dizem que toda criança a partir dos 4 anos deve obrigatoriamente estar matriculada em uma escola.

Sendo assim, alguns familiares ou até mesmo as escolas denunciam os pais que optam por ensinar seus filhos em casa.

Fazendo-os enfrentar processos judiciais por praticarem o homeschooling.

Porém, mesmo com a falta de regulamentação, o número de famílias que optam por esta modalidade de ensino cresce em todo o Brasil.

Estima-se que cerca de 3,2 mil famílias tenham aderido ao ensino doméstico no país.

É importante que os pais estejam cientes dos processos judiciais que talvez tenham que enfrentar por não matricular seus filhos em uma escola convencional.

Para comprovar que seu filho está recebendo uma educação adequada.

Tente armazenar todo o conteúdo ensinado para o seu pequeno, bem como as provas e trabalhos realizados por ele.

Pois esses documentos servirão para comprovar o desenvolvimento intelectual da criança.

Resultado de imagem para Homeschooling

Como praticar o homeschooling

Os pais que decidirem ensinar seus filhos em casa, precisaram se atentar a alguns pontos que serão fundamentais para o processo de aprendizado do seu pequeno.

Veja abaixo algumas observações e dicas para praticar o homeschooling.

  • Crie um plano de aula

Criar um plano de aula é o primeiro ponto a ser planejado na hora de colocar o homeschooling em prática.

O plano de aula servirá como guia, e marcará o avanço da criança em cada matéria. O ideal é que você crie um plano de aula para cada matéria a ser estudada.

Algumas das matérias mais importantes para crianças de 5 a 10 anos são:

  • Português
  • Matemática
  • História
  • Geografia
  • Ciências biológicas
  • Ciências sociais
  • Artes
  • Literatura infantil
  • Artesanato
  • Criando a sala de aula

Um dos pontos mais desafiadores do homeschooling é conseguir separar o ambiente da casa, do ambiente de aprendizagem.

Isso porque a criança precisa entender que aquele cantinho será o lugar onde ela vai estudar, e aprender um monte de coisas novas.

O ideal é separar um cômodo da casa exclusivamente para a sala de aula do seu filho.

Caso não seja possível, tente conseguir um espaço na sala de estar ou algum outro cantinho da sua casa.

Para fazer com que seu pequeno seja atraído para o local onde serão ministradas as aulas.

Crie um ambiente agradável e confortável para ele.

Invista em um papel de parede com letras e números, separe um armário para armazenar os materiais que serão utilizados durante as aulas, como:

Cola, tesoura, cartolinas, tintas, massinha de modelar, papel crepom, lápis de colorir, giz de cera, material dourado, cadernos e livros.

Você também pode investir em brinquedos e jogos educativos que deixarão o ambiente ainda mais atrativo aos olhos do seu pequeno.

  • Sistema de avaliação

Para medir e analisar o desempenho acadêmico do seu pequeno, será preciso que você desenvolva um sistema de avaliação.

O sistema de avaliação pode ser baseado no das escolas convencionais.

Cada matéria valerá 100 pontos, que serão distribuídas em avaliações, trabalhos, atividades diárias e conceito.

Ao final do ano letivo, o ideal é que seu filho tenha conquistado um desempenho superior a 75% em cada matéria.

Caso ele não tenha ido bem em alguma das matérias ensinadas, volte no conteúdo e reveja os pontos nos quais a criança ficou com dúvida.

Semelhante a um sistema de recuperação, seu pequeno terá uma nova chance de melhorar seu desempenho naquela matéria.

  • Disciplina

Disciplina é a palavra que descreve com perfeição o ensino doméstico. Pois os pais precisarão se dedicar em dobro para educar seus filhos.

As crianças podem apresentar uma dificuldade a mais em algumas matérias, na maior parte dos casos, matemática.

Por isso, é fundamental que os pais estejam preparados e tenham paciência durante o processo de aprendizagem da criança.

Experimente novas maneiras de explicar o assunto para o seu pequeno, sempre trazendo novidades e brincadeiras educativas para as aulas.

E o mais importante: seja persistente.

Apesar das dificuldades, optar por ensinar os seus filhos de forma independente pode ser imensamente agregador para ele.

Por isso, tente manter-se sempre motivado, tenho certeza que no futuro seu pequeno te agradecerá por todo o seu esforço.

 

One thought on “Homeschooling: O que é, como praticar, e quais são os prós e contras

Gostou do artigo, encontrou algum erro ou quer dar uma sugestão? Deixe seu comentário :)