Personalidades

Porque Precisamos Falar Sobre Racismo

O racismo é um tema imensamente debatido, e atualmente a mídia foi invadida por inúmeros comentários maldosos feitos por Day McCarthy.

Sem medir quaisquer consequências de suas palavras, Day McCarthy dirigiu ofensas raciais a pequena Titi.

Filha adotiva de Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank.

O caso ganhou uma enorme repercussão, e muitas pessoas espantaram-se com tantas palavras duras dirigidas a uma criança.

O racismo é algo que acompanha o ser humano a milhares de anos, e este conceito equivocado gravou suas marcas na história do homem.

Além de ser absurdamente incoerente jugar um ser humano de acordo com suas características e cor da pele.

O conceito de distinção de raças NÃO EXISTE do ponto de vista biológico.

Ou seja, biologicamente somos todos iguais.

Se você remover a pele de quaisquer seres humanos, eles serão exatamente iguais por dentro.

Sem nenhuma diferença.

Mais o conceito de distinção de raças é tão profundo na história da humanidade, que até mesmo os cientistas afirmam que ele existe socialmente.

Ou em outras palavras, a mentalidade dos homens tornou existente este conceito do ponto de vista social.

Mas a principal arma na luta contra o racismo, é que não há distinção entre as raças do ponto de vista biológico.

E isto coloca um ponto final em qualquer discussão ou debate sobre as distinções de raças.

Caso de Racismo

Inconformado e triste com as ofensas raciais dirigidas à sua filha Titi, o ator Bruno Gagliasso prestou queixa contra Day McCarthy.

Na porta da delegacia o ator deu a seguinte declaração:

“Ela é uma criminosa, precisa pagar pelo que ela fez. Estou aqui porque ela disse que está em outro país. Conversando com a delegada, ela disse que é muito importante fazendo isso porque é crime em qualquer lugar do mundo e ela vai responder por isso.”

Bruno Gagliasso também falou do apoio a filha na luta contra o racismo:

“Mais tarde ela vai ter a força e inteligência suficiente para fazer o que estou fazendo aqui. E eu vou vir acompanhar. Não sei se vai ser a última, obviamente não será, mas ela vai ser forte, vai ser instruída a isso. Quando ela der um Google, ela vai ver o que aconteceu e vai saber que os pais dela estiveram do lado dela, os amigos tiveram do lado dela, que a sociedade esteve do lado dela e que essa criminosa foi presa, que é isso que ela precisa ser.”

 

 

Gostou do artigo, encontrou algum erro ou quer dar uma sugestão? Deixe seu comentário :)