Saúde

Conheça 5 Fatos Sobre a Paranóia Que Você Não Sabia [Surpreenda-se Com a #3]

A paranóia é um distúrbio psiquiátrico que afeta milhares de pessoas em todo o mundo, de diversas formas possíveis.

A paranóia possui alguns graus de intensidade, podendo ser discreta ou grave.

As pessoas que desenvolvem a paranóia discreta são capazes de se ajustarem razoavelmente bem na sociedade.

Já aqueles que a possuem em um grau elevado, podem tornar-se incapacitadas de viver socialmente.

Veja abaixo algumas curiosidades sobre esse distúrbio psiquiátrico.

1.     Distúrbio Paranóide de Personalidade

Resultado de imagem para paranoia

O distúrbio paranóide de personalidade ou Dpp faz com que o indivíduo esteja sempre em estado de alerta.

Pois ele vê o mundo e as pessoas como algo ameaçador, por isso sempre demonstram desconfiança exagerada.

2.     Comportamento Paranóico

Como comentado anteriormente, as pessoas paranóicas estão em alerta constante.

Por isso, tais indivíduos podem ofender-se sem motivos aparentes.

Desta maneira, os paranóicos podem desenvolver um comportamento grosseiro e hostil.

3.     Distúrbio Delirante Paranóide

O DDp ou distúrbio delirante paranóico é a forma mais incapacitante da doença, cujo o principal sintoma é a presença de delírios constantes.

O delírio mais comum é o persecutório, ou delírio de perseguição.

Onde a pessoa acredita veemente que os outros estejam tramando algo para prejudicá-la.

4.     Delírio de Ciúme

Os delírios de ciúme também é muito comum em indivíduos com distúrbio delirante paranóide.

Pequenos indícios, até mesmo uma mancha mínima na roupa ou alguns minutos de atraso são interpretados como sinais de infidelidade.

Podendo trazer inúmeros problemas para o casal.

5.     Esquizofrenia Paranóide

As pessoas com esquizofrenia paranóide sofrem com alucinações e delírios intensos.

Elas frequentemente ouvem vozes e acreditam que seus pensamentos estão sendo controlados.

Por este motivo, o desempenho em casa e no trabalho desses indivíduos pode ser gravemente afetado.

 

 

Gostou do artigo, encontrou algum erro ou quer dar uma sugestão? Deixe seu comentário :)