Saúde

Paralisia do Sono – Uma Experiência de Quase Morte

A paralisia do sono é caracterizada pela imobilidade temporária do corpo. Ela ocorre quando o indivíduo está consciente e não é capaz de se mover.

A paralisia do sono é uma experiência assustadora, sendo um distúrbio comum, que afeta aproximadamente 2 milhões de pessoas por ano somente no Brasil.

Indivíduos com narcolepsia e apneia do sono são mais propensos a passarem pela experiência de quase morte proporcionada pela paralisia do sono.

paralisia-do-sono

A narcolepsia é distúrbio crônico do sono, caracterizada por crises repentinas de sono, com em média 150 mil casos por ano no Brasil.

As causas desse distúrbio do sono ainda é desconhecida, mas acredita-se que esteja ligada a fatores genéticos.

Não há cura para a narcolepsia, porém existem tratamentos médicos capazes de reduzir significativamente os sintomas.

A apneia do sono ou apneia noturna é um distúrbio do sono comum, porém é um dos transtornos mais graves, onde o indivíduo para de respirar temporariamente enquanto dorme.

A apneia do sono é mais comum nos homens, porém fatores como obesidade e idade podem contribuir para o desenvolvimento da doença.

Atualmente existem tratamentos médicos capazes de curar totalmente a apneia do sono.

Paralisia do Sono

As pessoas afetadas pela paralisia do sono relatam que quando estão deitadas, prestes a cair no sono, perdem completamente o domínio sobre os movimentos do corpo e também a capacidade de falar.

Esses episódios podem ocorrer antes de dormir ou ao acordar, e duram em média dois minutos.

O indivíduo afetado sente que seu corpo está preso à cama, como se algo ou alguma coisa o impedisse de se mover.

Estes acontecimentos provocam uma sensação de terror extremo, e do ponto de vista de alguns religiosos as forças malignas são responsáveis por esses casos, e possuem o intuito de sufocar a vítima.

Superstições à parte, a paralisia do sono é um distúrbio onde o cérebro comporta-se como se ainda estivesse dormindo, somente os músculos respiratórios e oculares funcionam normalmente.

Os sintomas incluem:

  • Incapacidade de se mover
  • Incapacidade de falar
  • Sensação de pressão sobre o corpo
  • Sensação de estar flutuando
  • Alucinações
  • Alucinações auditivas

Tratamento

A maneira mais eficaz de tratar esse distúrbio do sono é através da melhora dos hábitos noturnos, tais como:

  • Deitar todos os dias no mesmo horário
  • Evitar o consumo de cafeína e outros estimulantes durante o período noturno
  • Evitar situações estressantes

O ideal é procurar um médico especializado no assunto e seguir suas recomendações.

Também é indicado praticar técnicas de relaxamento antes de dormir.

paralisia-do-sono

 

Gostou do artigo, encontrou algum erro ou quer dar uma sugestão? Deixe seu comentário :)