Curiosidades

Velocidade é tudo

A imagem digital envolve arquivos grandes e quando você salva, abre e trabalha neles o computador tem que achar, ler e escrever-lhes. Há duas características mecânicas muito importantes de um drive que afeta o quão rápido ele faz estas operações – a taxa a qual o disco gira e o tempo médio de busca. A taxa de giro é o número ou revoluções por minuto. O tempo de busca é o tempo que o drive leva para localizar uma trilha na qual os dados estão armazenados. Isto é expresso em milisegundos (milésimos de um segundo). Uma vez achado a trilha, ele tem que esperar para que os dados passem girando por baixo dele. Este período de espera é chamado latência. Tempo de busca mais latência é igual a tempo de acesso – a média do tempo total que ele leva para começar a ler dados. Períodos de acesso variam amplamente entre os vários dispositivos de armazenamento. Os períodos de acesso mais rápidos são achados em dispositivos de memória flash, o próximo mais rápido, em discos rígidos e os mais lentos em drives de disquete.

Uma vez que o computador localizou o arquivo de imagem ou outros dados no dispositivo de armazenamento secundário, tem que transferir tudo para a memória interna do computador. A taxa à qual pode ser transferida é a taxa de transferência de dados. Drives de disco rígido geralmente têm as taxas mais rápidas de transferência de dados (depois da memória flash), e as fitas têm a mais lenta; drives de disquete e ópticos estão em algum lugar entre os dois. Um modo para melhorar a taxa de transferência é aumentar a velocidade a qual a mídia de armazenamento se move através da cabeça de read/write. Em mídias circulares, isto é chamado de velocidade rotacional. Alguns dos discos rígidos mais rápidos giram a mais de 7200 RPM.

MÍDIA FIXA VS REMOVÍVEL
O drive de disco rígido típico tem ambos o dispositivo de read/write e a mídia integradas em uma única unidade fechada hermeticamente. Porém, muitos dispositivos de armazenamento secundários têm mídia removíveis. Isto significa que podem ser removidas as mídia nas quais você armazena dados do dispositivo que é usado para ler e escrever os dados na mídia. Exemplos de mídia removíveis são o disquete comum, fita, CD ROM drive e cartões de memória flash. Há unidades de disco até mesmo com mídia removíveis feitas pela Iomega e outros. Mídia removíveis lhe dão capacidade de armazenamento ilimitada porque você sempre pode inserir outro disco, fita ou Cartão de PC. Eles também aumentam a segurança de seus dados porque você pode remover a mídia e armazená-la debaixo de sete chaves ou até mesmo em outro local mais seguro. Mídias que não podem ser removidas são tão seguras quanto o dispositivo eles fazem parte fisicamente.

As mídias removíveis podem ser usadas de dois modos, como armazenamento on-line e off line. Armazenamento on-line é usado para dados que devem estar imediatamente disponíveis ao computador. Armazenamento de off line é usado para arquivar dados que não são necessários no momento. É igual o livro que você está lendo no momento, que é online enquanto todos esses em sua estante são off line. A qualquer hora que você quer, você pode pôr o livro atual na estante (fazendo-o off line) e apanha outro (fazendo-o online).

Gostou do artigo, encontrou algum erro ou quer dar uma sugestão? Deixe seu comentário :)